Tratamento de Estética

(61) 3245-3387     (61) 98370-2010 (WhatsApp)

Cuidados com a pele no frio

04_cuidadosfrio

Cuidados com a pele no frio

Parece que os dias frios de manhã e à noite chegaram para ficar antes mesmo do inverno. As baixas temperaturas pedem cuidados redobrados com a pele, já que a oleosidade natural diminui e pode desencadear algumas doenças. Outros fatores como banho quente mais demorado ajudam a diminuir o manto lipídico que retém a umidade da pele.

O óleo natural produzido pela pele é importante para proteger o corpo do frio e da penetração de bactérias, fungos, vírus e poluentes do ar. A sua remoção junto com o clima frio e seco pode deixar seu rosto e corpo com aspecto esbranquiçado, o que indica a desnaturação das proteínas.

Doenças mais comuns

Entre as doenças mais comuns do clima frio e seco estão:

  • Dermatite seborreica – tem como característica placas avermelhadas que descamam ou ainda por uma descamação esbranquiçada no couro cabeludo, rosto e tórax. O seu tratamento deve ser feito com a aplicação de medicamentos recomendados por um dermatologista, que avaliará a gravidade do seu caso.
  • Dermatite atópica (ou eczema atópico) – tem origem em tendência genética e causa deficiências de hidratação no organismo, comum na infância. Entre adolescentes e adultos, as lesões estão preferencialmente nas áreas de dobras da pele, como posterior dos joelhos, pescoço e dobras dos braços. Entre os sintomas estão coceiras e lesões que podem formar crostas com liberação de secreção. É necessário evitar banhos quentes e demorados, descartar o uso de buchas e hidratar bem a pele.
  • Eczema – são inflamações que surgem com o contato de substâncias irritantes ou alergias. É preciso procurar um especialista para tratamentos específicos.
  • Psoríase – são placas avermelhadas que descamam, normalmente atingem cotovelos, joelhos e couro cabeludo. Essa doença inflamatória pode acometer qualquer área do corpo. O surgimento pode estar ligado à baixa exposição solar, estresse emocional e até ao uso de medicamentos. Não é uma doença contagiosa. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, 30% dos casos são associados ao fator hereditário com frequência maior em homens e mulheres na faixa etária entre 20 e 40 anos.

Como cuidar da pele no frio

A melhor e maior dica é manter o corpo e a pele hidratados. Além disso, consultar seu dermatologista ao menor sinal de qualquer um dos sintomas citados acima.

Mais dicas:

ü  Tomar banho morno e rápido;

ü  Usar hidratantes corporais à base de ureia, óleos vegetais;

ü  Beba muita água;

ü  Evitar o uso de buchas;

ü  Usar o hidratante logo após o banho

Continue acompanhando o nosso blog para receber mais informações. Entre em contato para esclarecer suas dúvidas sobre a lipocavitação e conhecer mais sobre este e outros dos nossos tratamentos que oferecemos aqui no Vita para você. Clique aqui e marque o seu horário.

Author Info

Vita